Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘dicas’

Dizem que Bill Gates chegou em uma escola secundária de helicóptero, escreveu as onze regras em um papelzinho no caminho. Leu em 5 minutos, foi aplaudido por dez minutos e partiu.

Boato ou não,  veja o que acha das dicas que ele dá aos teens.

bill entortado

1. A vida não é fácil, acostume-se com isso!

2. O mundo não está preocupado com a sua auto-estima. O mundo espera que você faça alguma coisa útil por ele antes de sentir-se bem como você mesmo.

3. Você não ganhará R$ 20.000,00 por mês assim que sair da escola. Você não será vice-presidente de uma empresa com carro e telefone à sua disposição, antes que você tenha conseguido comprar seu próprio carro e telefone.

4. Se você acha seu professor rude, espere até ter um Chefe. Ele não terá pena de você!

5. Vender jornal velho ou trabalhar durante as férias não está abaixo da sua posição social. Seus avós têm uma palavra diferente para isso: ‘eles chamam de oportunidade.’

6. Se você fracassar, não é culpa de seus pais. Então não lamente seus erros, aprenda com eles.

7. Antes de você nascer, seus pais não eram tão críticos como agora. Eles só ficaram assim por pagar as suas contas, lavar suas roupas e ouvir você dizer que eles são ‘rídiculos’. Então antes de salvar o planeta para a próxima geração querendo consertar os erros da geração dos seus pais, tente limpar seu próprio quarto!

8. Sua escola pode ter eliminado a distinção entre vencedores e perdedores, mas a vida não é assim. Em algumas escolas você não repete mais de ano e tem quantas chances precisar até acertar. Iso não se parece com absolutamente nada na vida real. Se pisar na boa, está despedido, RUA!!!. Faça certo da primeira vez.

9. A vida não é dividida em semestres. Você não terá sempre os verões livres e é pouco provavél que outros empregados o ajudem a cumprir suas tarefas no fim de cada período.

10. Televisão não é vida real! Na vida real, as pessoas têm que deixar o barzinho ou a boate e ir trabalhar.

11. Seja legal com os CDFs (aqueles estudantes que os demais julgam que são uns babacas). Existe uma grande probabilidade de você vir a trabalhar para um deles.

Anúncios

Read Full Post »

Freelar é ser flexivel. É uma das principais razões que leva alguém a freelar. Mas o que muitas pessoas, que estão prestes a entrar para este mundo e não tem nenhuma experiência, não percebe é que a maioria de nós temos agendas. Sem elas, fica bem difícil de realizar todo o trabalho e ainda sobrar um tempinho para a cervejinha 😉 Com certeza, essas agendas não tem nenhuma similaridade ao modelo das 9 às 6 – mas há uma lógica por trás do tempo em que realizamos nossos trabalhos.

time

1. Crie Períodos

Mesmo para os freelas que cobram um valor por projeto, trabalhar em blocos ou por etapas é muito importante para você identificar quanto tempo gastou no projeto e quanta grana esta fazendo. Trabalhar em etapas tem outros benefícios também, como: se você sabe que não consegue ficar parado na frente de um computador por um certo período de tempo, você pode fazer uma agenda baseado em um limite de tempo que esteja acostumado a trabalhar. Tem gente que trabalha em blocos de 30 min. tem gente que trabalha de hora em hora, um medidor pode ser o desconforto que voce sente quando está sentado por mais que o necessário. Se você começa a se mexer muito na cadeira é porque está começando a perder a concentração. Acostumar-se com esses blocos de tempo facilitará muito o agendamento de um projeto. Uma vez fixado o período você terá bem demarcado o que consegue fazer em 30 min. ou em 1 hora, isso fará com que você evite o overbooking .

2. Qual é a hora que você funciona mais?

Existem clientes que podem pensar que você trabalha na Austrália baseado no horário que você trabalha. Quando na verdade você está na sua casinha brazuca, mas começa a trabalhar lá pelo horário que o Sol se põe. Tem gente que simplesmente não funciona de dia. Identifique com carinho qual é o horário que você funciona melhor. Às vezes, não é aquele que foi imposto por anos a fio. Isso fará com que você melhore qualitativamente e em termos de quantidade também.

Enquanto você tiver outros fatores controlando sua agenda, como crianças, encontrar um horário onde você possa produzir durante as suas horas mais produtivas talvez seja difícil, mas vale a pena o esforço.

3. Bloqueie horário para clientes

Como uma regra geral, freelas tem que gastar algum tempo se comunicando com clientes – seja por telefone ou em reunião ou outra opção – você geralmente não está produzindo nestas horas que você tem que lidar com clientes. Sua agenda pode refletir isso, suas reuniões com clientes podem acontecer nas partes do dia em que você não estaria metendo a mão na massa nos projetos. Claro que essas horas sempre caem quando o cliente está disponível para te atender.

Deixe claro desde o inicio as regras do jogo, fixe um horário e diga que estará disponível neste período para atendê-los.

4. Automatize o processo

Você nao se tornou um freela para gerenciar os processos administrativos do seu negócio: você quer desenhar, escrever ou utilizar seus outros talentos. Então utilize ferramentas para fazer cada parte da sua agenda automática e deixar você fazer o que você de fato tem que fazer. Há um zilhão de aplicativos na web que são bem bons. É mais uma questão de encontrar um que se encaixe no seu perfil. Tem por exemplo o Bookfresh que permite que os seus clientes marquem encontros com você sem que você tenha que ver a sua disponibilidade ou outros fatores. Ter um sistema deste facilita bastante. Se você tiver que mudar sua agenda caso apareça um imprevisto, o sitema informará seus clientes da situação.

livre tradução e adaptação do freelanceswitch

Read Full Post »