Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘música’ Category

Antes de começar a ler o post acesse este site e aperte o play 😉

O que jazz tem a ver com inovação? Stephen Shapiro explica nesse post do Blogging Innovation que antigamente as empresas eram consideradas uma grande ópera ou sinfonia, onde tudo precisava ser organizado de forma detalhada, definida, ortodoxa e sem muita margem para interpretação, de forma que tudo funcionasse perfeitamente sincronizado com contribuição monitorada detalhe-a-detalhe dos funcionários.

Mas o tempo passou, as crises vieram e os gestores e administradores precisaram começar a rever seus conceitos na hora do jogo de cintura com o cliente, no problema imprevisto, nessas horas que nasce a necessidade do improviso tão presente nos melhores álbuns de Miles Davis. E como a inovação não pode ser  determinada com uma ópera, mas como uma estrutura simples que permita que ela surja, seguem algumas dicas de criatividade baseadas no jazz:

1. Não se prenda

a hábitos de aprendizado, desconfie de qualquer padrão.

2. Diga sim para a bagunça.

Não busque soluções de manuais para seus problemas, aprecie-os e descubra como aproveitá-los a seu favor.

3. Aproveite pequenas fórmulas

que maximizem a funcionalidade da sua autonomia.

4. Desafie-se,

redefina seus limites e adicione provocações ao seu dia-a-dia, quebre a rotina, você não precisa fazer as coisas do mesmo jeito sempre.

5. Aumente as responsabilidades

de quem tem potencial, no jazz isso chama se alternar entre solos e apoio.

6. Saiba quando usar as notas certas

e confie que o outro vai saber o que fazer, se der certo, vai construir uma bela relação de parceria, do contrário vocês precisam treinar um pouco mais.

dica Endeavor

Anúncios

Read Full Post »

Música colaborativa


Mentes criativas nunca param de trabalhar, pelo contrário, criar não é trabalho, é apenas necessário. Concretizar idéias se torna uma realização, e uma prova disso é o produtor musical Kutiman.

Este israelense passou os dois primeiros meses de 2009 trabalhando e mixando músicas e imagens do YouTube. Sem sair de casa, trabalhou com uma orquestra de pelo menos 100 músicos, tanto amadores como profissionais, e compôs sete músicas que podem ser vistas e ouvidas no site http://thru-you.com/#/vídeos.

Seu projeto Thru-YOU foi todo montado com o programa de edição da série Vegas, onde mixava as imagens, criando composições inéditas que já saiam com videoclipe. Ele diz que seu critério de escolha eram trechos que combinassem boa qualidade de imagem e som e bons músicos.

Primeiro penso com qual tipo de música vou trabalhar: funk, reggae, rock…Depois eu procuro um baterista. Acho que qualquer músico iniciaria o processo pela bateria. Depois procuro um bom ‘loop’ (pequeno trecho de um instrumento repetido), um baixista, e só aí vou atrás de todo o resto.”

Em alguns casos usou apenas pequenos pedaços, em outros não foi nem necessário mexer, pois os vídeos se encaixavam perfeitamente. “Eu apenas colei”.

Para a realização destas colagens, nada do que foi copiado teve autorização prévia dos autores, mas não obteve nenhuma reclamação, pelo contrário, ele diz receber vídeos de pessoas pedindo pra que ele as escolha na próxima vez.

As composições são de primeiríssima qualidade, em diversos gêneros, indo desde “That Is What It Became”, um reggae com mensagem pró-cannabis, até “I’m New”, um trip hop incrível que junta um quarteto de cordas, um quinteto de sopro, ruídos eletrônicos, instrumentos de brinquedo e vozes diferentes de cantoras negras.

Vale a pena conferir. É tão legal que dá vontade de só ficar ouvindo e desencanar deste texto.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u543064.shtml

Read Full Post »